O que é infantil?

Quando começou a se inventar a infância, também começou a surgir uma preocupação com tudo aquilo que rodeava o universo da criança. Preocupação essa que perdura até hoje, compreendendo vestuário, vida escolar, atividades e – claro – a literatura. Livros infantis eram concebidos, escritos e comercializados de acordo com o que se julgava adequado para determinada faixa etária, em determinada época. Hoje (como sempre tem sido desde que se criou uma noção de infância), pais, professores e pedagogos percorrem estantes nas livrarias, filmes no cinema e canais de televisão, selecionando as obras que julgam estar num padrão adequado para as suas crianças e rejeitando aquelas que fogem a esse padrão – muitas vezes utilizando argumentos como “isto não é para crianças” ou “isto não é infantil”.
Mas o que, afinal, é infantil?
Já entrei em (e inclusive iniciei) várias discussões sobre o filme Divertida Mente, da Pixar, por exemplo. Por colocar em pauta questões de identidade, emoções e até saúde mental – tudo isso fazendo fortes referências à área da Psicanálise –, o filme é constantemente rotulado de “complexo demais” para as crianças. Ninguém pergunta, no entanto, o que a criança achou do filme. É claro que não se pode esperar que um leitor-espectador de cinco anos entenda o que é o subconsciente da mesma forma que um recém-formado em Psicologia, por exemplo; o que se coloca como questão, aqui, é a liberdade desse leitor-espectador de construir as próprias interpretações – tão válidas quanto as de alguém mais velho.
Outro exemplo clássico é a (lindíssima) obra O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry. Todos nós já ouvimos um sem-número de vezes que esse é um livro que se deve ler quando criança e quando adulto – e que, quando o relemos mais velhos, entendemos verdadeiramente o seu sentido. Ora, por que a interpretação de um leitor criança não pode ser, perfeitamente, um entendimento do sentido do livro? Sequer existe um “sentido único e verdadeiro” – não na literatura, pelo menos. Então, por que sempre é conferida à leitura do adulto um grau de autoridade e validade que simplesmente não existe na interpretação de uma criança?
Ao final de As crônicas de Nárnia, C. S. Lewis discorre sobre o escrever para crianças. Retomemos o seu pensamento:
A meu ver, nada é tão fatal para essa arte [da literatura infantil] quanto a idéia de que o que temos em comum com as crianças é, no sentido privativo, sempre algo “infantil”, e que o infantil é sempre cômico. Devemos encarar as crianças como nossos iguais naquela região da nossa natureza em que efetivamente somos iguais. […] A criança, como leitora, não deve ser nem tratada com condescendência nem idealizada. (LEWIS, C. S. Três maneiras de escrever para crianças. In: As crônicas de Nárnia. p. 751)
Também é C. S. Lewis que, no mesmo texto, acaba por responder a pergunta do início deste post; ao afirmar que nunca foi sua intenção escrever para crianças, e que o gênero fantástico era a única forma artística para contar a sua história, o autor propõe uma solução bem simples. Se as crianças gostam de um livro, isso (geralmente) significa que ele é infantil.
Anúncios

3 comentários sobre “O que é infantil?

  1. Amando o blog 🙂
    Muitos acham que as crianças não tem a capacidade de interpretar as coisas. Cada um enxerga a vida do seu jeito e ‘traduz’ o significado com aquilo que tem. Elas vao usar o seu próprio conhecimento de mundo e tranquilamente tirararão conclusões. O problema é que os adultos se acham os conhecedores da verdade e o verdadeiro é o que eles vêem. “A palavra de uma criança, embora honesta e verdadeira, não tem valor para aqueles que não sabem mais ouvir.” (ou mais ou menos isso.)

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s